Área do Associado

OTT ajuda o cinema brasileiro a encontrar seu público e aumentar a audiência



Com o streaming, consumir conteúdo é muito mais fácil que produzir, afirma Kaliane Miranda, pesquisadora de novas tecnologias audiovisuais

As produções brasileiras de conteúdo audiovisual ficam poucas semanas nas salas de exibição, com uma enorme dificuldade de divulgação e arrecadação. Com o streaming e o OTT os produtores nacionais têm mais facilidade de encontrar o seu público e aumentar a audiência. Esta é a avaliação da pesquisadora de novas tecnologias audiovisuais, Kaliane Miranda, que atua como assistente de programação na SP Leituras – Associação Paulista de Bibliotecas e Leitura, que vem se utilizando das transmissões em vídeo na Internet para divulgar e apoiar seu trabalho. Formada em cinema, ela participou do painel sobre Semiosfera Televisiva no Congresso da SET Brasil 2018 e destacou a importância dos serviços de streaming como a forma mais econômica de distribuição de conteúdo.

"É caro produzir e distribuir conteúdo audiovisual nos cinemas e os novos formatos digitais permitem aos produtores descobrirem novos públicos. O streaming é mais barato e muito fácil de ser acessado: cerca de 95% das pessoas que possuem Internet acessam vídeos no Youtube. Por isso, o streaming e o OTT podem ajudar muito o cinema nacional. É fundamental que aconteça esta conexão entre o streaming e o cinema", afirma.

Para a pesquisadora, o cinema será beneficiado pelos os novos formatos, "da mesma forma que o rádio e a TV não acabaram, agora existem novas forma de se assistir conteúdo. O que vai acontecer é a divisão do público, ou seja, aqueles que preferem assistir filme em casa, verão filme em casa, através de streaming e OTT; e as pessoas que preferem ir ao cinema, irão ao cinema. São coisas que vão se juntando e se tornando novas formas de comunicação". A sua afirmação pode ser constatada pela audiência obtida com transmissão de conversas no Youtube com autores convidados pela SP Leituras para falarem sobre suas obras. Inaugurada há cerca de três meses, a iniciativa aumentou o acompanhamento das pessoas às atividades da associação, segundo ela.